O papel das cooperativas para o pequeno agricultor


O papel das cooperativas para o pequeno agricultor

A importância da agricultura familiar para a alimentação e para a economia brasileira é indiscutível. Hoje, cerca de quatro milhões de estabelecimentos possuem essa classificação, e empregando 74% dos trabalhadores rurais e sendo responsável por mais de 70% dos alimentos consumidos em todo o país.

Apesar da magnitude desse setor no Brasil, os pequenos agricultores possuem diversos obstáculos para se posicionar no mercado, entre eles a entrada de produtos estrangeiros no mercado, a competitividade imposta pelos grandes produtores e os altos padrões que o mercado alimentício exige. Logo, esses agricultores precisam encontrar modos de fortalecer a sua produção, e as cooperativas agrícolas se apresentam como uma ótima solução.

As cooperativas são associações formadas por membros da própria comunidade de forma voluntária, com o objetivo de se fortalecer e oferecer apoio uns para os outros. De acordo com a Organização das Cooperativas Brasileiras, essa forma de associação na agropecuária já representa 11% do PIB nacional, um segmento de grande representação que apresenta inúmeras oportunidades aos produtores.

Confira abaixo algumas das vantagens que as cooperativas agrícolas trazem aos seus membros.

Escoamento da produção

A principal função das cooperativas agrícolas é oferecer um melhor escoamento para o produtor rural, comprando de vários produtores diferentes por preços competitivos e realizando a revenda conjunta para o mercado. Isso acontece pelo grande volume de produtos que são acumulados e vendidos, atingindo mercados maiores, incluindo internacionais.

Melhores condições para compra

Da mesma forma, as cooperativas também podem agir na revenda de insumos, comprando fertilizantes, sementes e máquinas em maiores escalas e, consequentemente, com preços mais amigáveis para os membros. Logo, elas representam uma via de mão dupla, trazendo benefícios na compra e venda para os agricultores familiares.

Suporte técnico

Por interagir com diversos produtores diferentes e sempre buscar o melhor de cada um, grande parte das cooperativas acaba disponibilizando um corpo técnico para auxiliar com questões que podem fugir das obrigações do produtor, como serviços de veterinários e agrônomos. Algumas também oferecem trabalhos terceirizados, como o de pasteurização de leite e embalamento dos alimentos.

Cooperação entre os membros

A própria cooperação entre os membros da associação é um destaque das cooperativas agrícolas. Por englobarem diversas áreas da produção rural, é comum a criação de uma rede de negócios interna, com membros de dois setores diferentes negociando entre si, como produtores de grãos realizando parcerias com criadores bovinos para fornecer alimento ao gado.

Você participa de alguma cooperativa da sua região? Como ela influencia na sua produção?



Gostou? compartilhe!